Tradutor

This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.

quarta-feira, 28 de março de 2012

DIA INTERNACIONAL DO TEATRO - 28 DE MARÇO

segunda-feira, 26 de março de 2012

O PALHAÇO QUER MAMAR !!!

Um palhaço na Prefeitura. É tudo o que o povo paulistano não está a necessitar , pois de há muito ele vem sendo vítima do descaso das autoridades municipais, além das inúmeras "palhaçadas" que lhe são oferecidas gratuitamente pelas empresas de transporte coletivo, todo o santo dia. Basta ver os ônibus lotados e os metrôs superlotados. Isso, sem falar no mau-atendimento nos postos de saúde, na (in)segurança pública , etc....Não tem quem aguente!
Infelizmente, no Brasil, enquanto o povo ri o palhaço não chora. Apenas mama.

59 ANOS SEM GRACILIANO RAMOS ...

  Em 20 de março de 1953 falecia no Rio de Janeiro, vítima de um câncer generalizado, um dos maiores/melhores escritores brasileiros de todos os tempos. Por ser um cidadão à frente de sua época Graciliano não pode ser reduzido a um escriba regionalista pois seu conteúdo ultrapassou nossas fronteiras e internacionalizou-se, levando o português a ser traduzido para o inglês, francês, alemão, mongol, russo, iídiche, sueco, norueguês, espanhol, mandarim, italiano, tcheco, iugoslavo, albanês e mais uma Babel de línguas.
   O homem extremamente honesto, seco, circunspecto, introspectivo, econômico nos gestos e no falar era direto e ousado em suas ações, crenças - e na falta delas também - e em suas avançadas e críticas avaliações sobre o meio social alagoano, nordestino e brasileiro; avaliações que perduram atualizadíssimas na omissão de ações que poderiam render ao Brasil o título de país sério, não corrompido, não atoleimado feito um rebanho de bodes e cabras que seguem fielmente seus mais perversos abatedores!
    Graciliano foi prefeito em Palmeira dos Índios em cujo governo estão as origens da Lei de Responsabilidade Fiscal em plena década de vinte; foi responsável pela Instrução Pública em Alagoas e depois foi dedurado como comunista e embarcado para um presídio sob o jugo do ditador Getúlio Vargas em pleno Estado Novo. Ao ser liberto não mais voltou a Alagoas embora a amasse mas devido aos altos graus de traições, promiscuidades entre o público e o privado e à falta de vergonha de inúmeros conterrâneos preferiu viver e morrer na velha capital federal de São Sebastião do Rio de Janeiro.
   
De um menino sertanejo que brincava no meio de mandacarus, coroas-de-frade e cobras em INFÂNCIA rememorando ALEXANDRE E OUTROS HERÓIS anos mais tarde até passar por figuras interioranas e seus achaques que rechearam páginas e mais páginas na sacristia de uma igreja - o padre era amigo e admirador do ateu e vice-versa - sendo finalmente batizado de CAETÉS; talvez em homenagem àqueles que devoraram o Bispo Sardinha e comitiva! Nas suas andanças, autointitulava-se como 'meio cigano', rabisca VIVENTES DA ALAGOAS e com sábias e precisas pinceladas da fiel bico-de-pena vai alinhavando LINHAS TORTAS, introduzindo um que de psicológico e sufocante em ANGÚSTIA e INSÔNIA até afundar nas elucubrações tortuosas de uma família de qualquer recanto sertanejo alagoano no sisudo e conspiratório SÃO BERNARDO. Homem de pouco sair foi convencido a passear pelo leste europeu visando um congresso de escritores em plena vigência da Cortina de Ferro, sem se deixar encantar pelo que disseram e tentaram mostrar mas lucidamente dando os valores correspondentes ao que viu de concretamente bem realizado em termos de avanços industriais, arquitetônicos e sociais/educacionais em uma VIAGEM primeira já que a última só faria para Buenos Aires quando as metástases já corroíam aquele organismo dignamente inquieto.
    MEMÓRIAS DO CÁRCERE não é um romance embora tenha todas as suas qualidades... Na verdade é um libelo acusatório a figuras rastejantes da politicagem alagoana e a outras que saltitavam macaqueando em torno do Catete e da polícia política do jamais saudoso varguismo, emanadas por um escritor não estabanado que via com ceticismo a tudo e a todos mas que sabiamente resolveu deixar para a posteridade um pequeno exemplar do que é ser digno, honesto, idealista, coerente e capaz em uma terra de 'botocudos'!
    Das suas obras literárias talvez a que mais retrate o sertão nordestino, principalmente quando mais de meio século depois ainda vejamos a velha cantilena do 'canal do sertão, dos carros pipas, dos retirantes e das secas' seja VIDAS SECAS inclusive no seu aspecto mais incisivo que reluz na demonstração de submissão, inferioridade e falta de esperança dos fabianos, sinhás vitórias, filhos e cachorras baleias que vicejam aos montes e vagueiam erroneamente por esse mundão de farturas e de desigualdades criado por Deus...  



Hélio de Moraes - Palmeira dos Índios/Al

sexta-feira, 23 de março de 2012

E CHICO SE FOI !...

Após três meses de internação no Centro de Tratamento Intensivo-CTI, do Hospital Samaritano do Rio de Janeiro, devido a sérios  problemas intestinais, faleceu na tarde desta sexta-feira(23/03), aos 80 anos de idade, o ator, humorista, radialista, comentarista esportivo e escritor CHICO ANYSIO, natural de Maranguape/CE.
Parafraseando Getúlio Vargas, Chico saiu da vida para a História. Ele ficou famoso pela grande variedade de personagens humorísticos que encarnava com maestria, dando-lhes vida própria, sendo que o " Professor Raimundo"  era o que mais se identificava consigo mesmo. É unânime a opinião de que Chico Anysio foi o mais completo artista brasileiro de todos os tempos.
Chico começou no rádio e entrou na Globo em 1968.
 Igual a esse, afirmamos com muita convicção: jamais!  Eita, nordestino porreta!!!!

quinta-feira, 22 de março de 2012

ERRAMOS

Em virtude de informações desencontradas por uma fonte nossa, que causou confusão entre duas cantoras alagoanas ,Clemilda e Cremilda, erramos ao afirmar em matéria anterior, que a forrozeira Clemilda, nascida em São José da Laje/AL, havia falecido. O que não é verdade. A  falecida é a " Cremilda ,Madame do Xaxado", natural da cidade de Delmiro Gouveia.
Só detectamos o erro ao recebermos gentil e-mail do leitor Clayton Araújo dos Santos, funcionário do Grupo Bandeirantes de Comunicação, que nos pediu informações sobre a nota de falecimento da Clemilda .
Por isso, pedimos mil desculpas aos visitantes de nosso blog pelo constrangimento que causamos. E, principalmente, à nossa amada e conterrânea Clemilda, A Rainha do Forró, que continua apresentando programa em emissora de TV de Aracaju e participando de shows acompanhada de seu filho Betinho dos Oito Baixos. Abaixo, a matéria sobre o falecimento da Cremilda delmirense:


CREMILDA PEREIRA, A MADAME DO XAXADO

  Madame do Xaxado sofria com diabetes e estava quase cega.
Morre em Maceió a cantora e forrozeira Cremilda Pereira. Madame
 do Xaxado como era conhecida, Clemilda Pereira começou sua carreira como cantora de forró juntamente com seu ex marido Nouzinho do Xaxado, ainda foi artista de circo, radialista e locutora. Gravou dois discos e deixou um legado de lealdade para com os amigos e a alegria que sempre se via em seus lábios.
A Madame do Xaxado sofria com diabetes e estava quase cega. Fez duas cirurgias nos olhos mas não conseguiu êxito.
O seu sepultamento será nesta quarta em horário a ser definido, no cemitério novo, em Delmiro Gouveia. Recentemente o site delmiroja.com.br publicou uma matéria sobre a vida desta artista delmirense, confira na matéria abaixo.

A cantora

Cremilda Pereira do Nascimento nasceu na cidade de Delmiro Gouveia, em 18 de dezembro de 1949, no sertão de Alagoas, começou sua carreira com 17 anos, quando foi tentar a sorte em São Paulo, levado pelo marido e Empresário musical Nouzinho do Xaxado. Seu sonho era ser Atriz, mas chegando a cidade grande, encontrou outra realidade: teve que cantar e dançar para sobreviver, pois o marido a obrigava fazer shows nos palcos de Circo e casas noturnas. Não conseguindo o tão sonhado sucesso, volta para sua cidade natal, grávida de sua segunda filha.
Anos mais tarde, consegue emprego na única indústria do município e trabalha por três vezes na então Companhia Agro Fabril Mercantil, com carteira assinada, mas, o sangue de Artista que corre em suas veias faz pulsar o sentimento e a capacidade de realizar seu sonho faz com que Cremilda Pereira procure novos horizontes onde possa mostrar seu talento, viaja para Caruaru em Pernambuco, lá chegando, também encontra dificuldades, e, consegue emprego numa fábrica de roupas que mais tarde fecha suas portas, e lá, deixa parte de seus documentos inclusive C.T.P.S. Nossa peregrina ainda trabalhou na Fundação de Cultura do Recife, cantou em Circos, Clubes Sociais, Cinemas, Churrascarias, foi conselheira do Sindicato de Artes Cênicas de Pernambuco e trabalhou também na Fundação Cultural de Recife.
Tempos depois, com sua voz poderosíssima trabalha como Locutora e Apresentadora em Emissoras de Rádios (Rádio São Francisco) na cidade de Penedo, em Alagoas; trabalhou também na extinta Rádio Poty, em Paulo Afonso-Ba; Rádio Central FM e Rádio Cidade, em Delmiro Gouveia-AL.
Compositora, Cremilda Pereira, compôs uma infinidade de Músicas de forró, gravou dois discos (apenas participações) denominados: Pau de Sebo. Em 1983 consegue gravar seu disco de vinil pelo selo Grupo Editorial Fermata com repertório próprio: Cremilda Pereira, a Madame do Xaxado, vol. 1. Depois de peregrinar por várias cidades do Brasil sem fazer o sucesso que tanto esperava, em 2001, Cremilda Pereira volta em definitivo para Delmiro Gouveia. Quase cega por causa de cataratas e Diabetes, a compositora, Cantora e Artista Popular vive no anonimato amargando os dissabores da vida. Recentemente fez duas cirurgias custeadas pelo seu amigo de infância e prefeito de Delmiro Gouveia, Luiz Carlos Costa. Mas, ainda não recuperou sua visão. Sem perspectivas, desempregada, sem nenhuma fonte de renda e doente, a Madame do Xaxado espera das autoridades locais o reconhecimento não de seu trabalho pela Cultura, mas, do ser Humano que ela é. "Gostaria de ter minha casa e meu salário para viver o resto dos meus dias sossegada sem ter que pedir nada a ninguém", desabafou Pereira.
Fonte: Tadeu Gobeu, com delmiroja.com.br

terça-feira, 20 de março de 2012

VADE RETRO, SATANÁS !!!

Nunca se viu tanta baixaria no meio evangélico como estamos vendo agora. A briga entre pastores como Edir Macedo, Silas Malafaia e Valdomiro Santiago vem sendo recheada por denúncias de ambas as partes. no que diz respeito a enriquecimento ilícito, ou seja, a apropriação de bens públicos (dízimos e ofertas) em benefício pessoal. Parece que nessa disputa entra a questão de quem exerce mais influência sobre os pobres coitados que frequentam os templos religiosos em busca das bênçãos divinas e se deixam enganar pela lábia dos "lobos em pele de cordeiro" de que tanto a Bíblia fala. Pessoalmente, já fui membro evamgélico de diversas denominações durante mais de 30 anos em Maceió/AL mas jamais Deus deixou de me livrar das mãos de "pregadores"  que Ele um dia irá julgar como malditos, os mesmos que, certa vez, Jesus acusou de  " não quererem entrar  no Céu e não deixarem os outros ( fiéis) entrar ".

Parece que estamos mesmo vivendo os últimos tempos, onde o diabo é que vem dando as cartas antes da vinda do filho de Deus.
Encerro este comentário apenas dizendo: vade retro, satanás!!!

terça-feira, 13 de março de 2012

CLÁUDIO RIOS : DE S.J. DA LAJE PARA TODO TERRITÓRIO BRASILEIRO

Dando prosseguimento ao  trabalho de divulgação dos meus conterrâneos artistas, apresentamos aqui a figura do cantor Cláudio Rios, forrozeiro de grande projeção nacional.
Carente de Carícias é o título do último disco em vinil de Cláudio Rios, nascido na cidade alagoana de São José da Laje, a exemplo da rainha Clemilda, cujo LP conta com a assinatura em quatro faixas de forrozeiros alagoanos, a exemplo de Dollar do Acordeon (outro lajense bom de corte), Eliezer Setton , Zé Mocó, entre outros.
Duda da Passira, Dolla do Acordeon (irmão do meu saudoso amigo Xôta) e Pinto do Acordeon  fazem o acompanhamento de Rios neste trabalho de qualidade primorosa.

ATÉ QUE ENFIM !...

Ricardo Teixeira
Até que enfim, os desportistas brasileiros se viram livre da carrancuda figura do agora ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol -CBF- Ricardo Teixeira, o qual vem acumulando processos por corrupção em âmbito internacional. Ele e seu genro João Havellange, que o antecedeu na CBF, acumularam riquezas que são, na opinião de muitos, incompatíveis com seus ganhos no exercício da função.
Não é com a renúncia que as coisas vão mudar na entidade máxima do futebol brasileiro.  Através de seu vice, e sucessor no cargo, Teixeira continuará dando as cartas, pois conta com o apoio irrestrito da maioria das Federações estaduais de futebol profissional. 
Enquanto a escolha do presidente da CBF não sair dos votos dados pelos presidentes das federações estaduais, muitas vezes conseguidos em troca de benesses, a situação continuará sempre a mesma.
Ontem à noite, vi uma reportagem-investigativa apresentada pela TV Record que tratou de mostrar as belas propriedades de Ricardo Teixeira conseguidas por meios supostamente ilícitos, contando com a participação direta de um seu irmão e de uma amiga.
O deputado-atleta Romário está feliz da vida!

sexta-feira, 9 de março de 2012

VAMOS AJUDAR O CSA !

Sou regateano, mas reconheço que o que estão fazendo com o Centro Sportivo Alagoano é uma tremenda sacanagem. O nosso maior rival tem páginas e páginas de conquistas para o futebol alagoano - é bom lembrar aqui que a agremiação azulina foi Medalha de Prata quando do torneio  denominado Brasileirão nos anos 70, se não me falha a memória -  e precisa da união e, principalmente, do esforço de seus diretores e de sua imensa torcida para tirá-lo do ostracismo em que se encontra.
Vocês já imaginaram um Campeonato Alagoano sem CRB e CSA? Pensem nisto.
Lembro com saudade, essas duas equipes se defrontando com garra, nos anos 60/70, onde se destacavam atletas como Lourival, Silva, Canhoto, Dirceu, Paulo Nylon, Cabo Jorge , Erb, Roberto Meneses (pelo alvirrubro) e Canhoteiro, Tonho Lima, Éric, Duda, Roberto Mendes, Deda (pelo azulino).

CARDÁPIO FESTIVO

quinta-feira, 8 de março de 2012

CLEMILDA É DA LAJE !

Mais uma vez queremos registrar o talento lajense sempre derramado por esse Brasil com muito sucesso e que, devido à falta de consciência dos políticos de minha amada terra natal, São José da Laje, são por vezes desconhecidos pela maioria de sua população. Hoje, o nome a ser abordado é a da famosa forrozeira CLEMILDA..
Nascida em São José da Laje, Clemida passou a infância e a adolescência em Palmeira dos Índios, Zona da Mata de Alagoas.

No começo da década de 60 decide viajar para o Rio de Janeiro para "tentar a sorte", onde então consegue emprego como garçonete. Até então ainda não havia descoberto o dom artístico que tinha.

Em 1965, consegue cantar pela primeira vez na Rádio Mayrink Veiga no programa "Crepúsculo sertanejo", dirigido por Raimundo Nobre de Almeida, que apresentava profissionais e calouros. Nessa ocasião, conhece o sanfoneiro Gerson Filho, contratado da gravadora e também alagoano como ela, que popularizou o fole de oito baixos e já era artista com disco gravado. Com ele Clemilda viria a se casar. Fez algumas participações em dois LPs do esposo, e a partir de 1967 começou a gravar seu próprio disco.

Sua carreira tomou impulso com os freqüentes shows que fazia em Sergipe, onde viveu há mais de duas décadas, sempre acompanhada pelo marido.

Após 1994, com a morte do companheiro, a forrozeira-mor — carinhosamente conhecida como "Rainha do Forró" — afastou-se dos shows e passou a dedicar-se à apresentação do “Forró no Asfalto”, na TV Aperipê de Aracaju, programa há mais tempo no ar da emissora (do qual esteve meses afastada em virtude de complicações com um AVC e da osteoporose).

O primeiro [disco de ouro] ganhei no Clube do Bolinha, em 1985, com o LP "Prenda o Tadeu". Com o "Forró Cheiroso", chamado popularmente de "Talco no Salão", ganhei o segundo disco de ouro, no Cassino do Chacrinha. Foram os dois momentos mais importantes pra mim. O resto é matéria em revista, jornal. E teve também o prêmio que recebi no Fórum do Forró, pelo qual agradeço bastante a Marcelo Deda, que na época era prefeito [de Aracaju]. Também agradeço muito ao atual prefeito, Edvaldo Nogueira, porque ele sempre se lembra de mim quando tem evento, mesmo que não seja para fazer show, mas para participar. Acho bom e gosto muito deles, porque eles me têm muita atenção. — Clemilda, em entrevista ao site da Prefeitura de Aracaju.
A composição de seus trabalhos caracteriza-se principalmente pelo sentido duplo das letras (jocoso-malicioso), como o que é feito pelo também alagoano Sandro Becker.

Prenda o Tadeu
Seu delegado prenda o Tadeu
Ele pegou a minha irmã e...
Todas as moças da cidade
Já têm medo do Tadeu
Ele é o animal
Mais feroz que já nasceu
Quem foi na conversa dele
Geralmente se perdeu
Minha irmã que era alegre
De repente entristeceu
Ele fez tantas promessas
Depois desapareceu
Bem que eu avisei pra ela
Tem cuidado com o Tadeu
(Refrão)

Discografia

sem data - Cremilda, Continental (LP)
sem data - Forró sem Briga, Tropicana (LP)
sem data - Guerreiro Alagoano, Musicolor (LP)
1982 - O Balanço do Forró, Chantecler (LP)
1987 - Forró Cheiroso, Chantecler (LP)

MULHER É DESRESPEITADA EM SEU DIA

Nem no dia dedicado a elas , a mulher brasileira é respeitada. Não é que na cidade de Arapiraca, Alagoas, um Salão de Beleza foi arrombado- durante a madrugada- por meliantes que levaram secadores, aparelhos de dvd, shampoos, cadeiras, tv ,espelhos e tudo mais que puderam.
A polícia foi acionada mas, até agora, não conseguiu ver nem o rastro dos criminosos.
Alagoas, até quando vai essa tua sina!

VEM AÍ MAIS UMA APELAÇÃO DA GLOBO



O núcleo de telenovelas da Rede Globo de Televisão anuncia a contratação da atriz-pornô e filha da cantora(?) Gretchen, Thammy Miranda, para participar de sua próxima novela "Salve Jorge", escrita por Glória Perez e que terá em seu elenco Cleo Pires, Giovanna Antonelli, Cláudia Raia e Flávia Alessandra.


Thammy, na Globo


Nada foi dito a respeito do papel "arrumado" para Thammy, mas já  se supõe do que se trata. Afinal, a Globo é especialista em desencaminhar a família brasileira. Até casos de estupro valem para puxar o Ibope da emissora televisiva pra cima. O besterol que é o tal Big Brother que o diga.

Ai que saudades que tenho da Censura do regime militar! E que ninguém me entenda mal, pois eu disse censura e não truculências.

sábado, 3 de março de 2012

MEU AMIGO " DUDU"



Eduardo Tavares Mendes, do MP

Quando adolescente, residindo por trás da Igreja Senhor do Bomfim, e às márgens do " Riacho do Sapo", jamais cogitei em pensar que o meu estimado amigo Dudu, também morador daquela localidade, fosse  transformar-se neste brilhante procurador-geral que é. O Ministério Público tem mais é que se orgulhar deste homem  sério, competente e corajoso, incansável em sua luta para ver Alagoas e sua gente livre da corrupção que teima em permanecer por aqui.
À você Eduardo Tavares Mendes, meu dileto amigo "Dudu", os meus sinceros parabéns por sua consideração à humilde pessoa deste jornalista e, mais ainda, por sua denodada luta em defesa do pobre Estado de Alagoas, paraíso que Deus criou e aonde o diabo fez morada.

DILMA FAZ O CONTRÁRIO DE JESUS

No Brasil , até ateu vira misseu.
Gosto muito de ler e depois refletir sobre o que leio. Diante do exposto, e conhecendo um pouco das Escrituras Sagradas, notadamente do Novo Testamento, cheguei à seguinte conclusão: a presidente Dilma  promoveu uma ação inversa a que Jesus fez há mil e quinhentos anos atrás, ou seja, enquanto o Divino Mestre transformou o legítimo pescador de peixes ( Simão Pedro ) em pescador de homens, Dilma transforma um pescador de homens ( o bispo Crivella ) em um grande entendedor de pescas marítima e lacustre.
O que político brasileiro não é capaz de fazer. Será que nossa presidente virou santa milagreira ?!!!!


O negócio do Crivella, agora, é pescaria





                                           Dilma, a que faz milagre    

PALHAÇO LAJENSE É SUCESSO EM NATAL



A infância do menino José Milton Mariano da Silva poderia ter sido igual a tantas outras se não fosse sua paixão pelo circo. Nascido em São José da Laje, interior de Alagoas, José Milton resolveu ganhar o mundo aos treze anos quando decidiu se juntar a trupe do Circo do Mágico Nelson. Fugiu três vezes antes de ouvir do pai a pergunta que mudou para sempre sua vida: "É isso mesmo que você quer?" A resposta está estampada até hoje, 44 anos depois desse episódio, no rosto daquele garoto que sonhava ter sua própria lona. E assim surgiu o Palhaço Facilita, personagem principal de um documentário que foi lançado no Museu de cultura Popular Djalma Maranhão, em Natal/RN. .  Idealizado há três anos pela diretora Érica Lima, o documentário em média-metragem "O Circo do Palhaço Facilita" conta a trajetória do picadeiro mais tradicional do RN em 28 minutos. "Desde que passei pelo Estado, há cerca de 38 anos, sabia que aqui era o meu lugar", disse o Palhaço. Batizado por Luiz Gonzaga, Facilita segue firme com seu sonho e não pensa em se aposentar: "O circo vai existir enquanto houver crianças na platéia", garante o José Milton, que começou sua carreira como Palhaço Desmantelo. "Uma vez fui entrar no palco e Gonzagão, que fazia shows em circos montados pelo interior do Nordeste, perguntou como me chamava. Não gostou do nome, e disse que a partir daquele dia ficaria conhecido como o Palhaço Facilita - título de uma música dele muito famosa na época", contou."...Tua saia, Bastiana, termina muito cedo/Tua blusa, Bastiana, começa muito tarde/Mas ela respondeu: Oi, facilita/Pra dançar o xenhenhém, oi, facilita/Pra peneirar o xerém, oi, facilita/Pra dançar na gafieira, oi, facilita/Pra mandar pra lavadeira, oi, facilita/Pra correr na capoeira, oi, facilita/Pra subir no caminhão, oi, facilita..."

video